Home>Dicas>Reações e reflexões sobre a Campanha da Fraternidade
Dicas Educação de Filhos

Reações e reflexões sobre a Campanha da Fraternidade

Quando li sobre a campanha da fraternidade deste ano: “CF-2018 Fraternidade e superação da violência” – “Vós sois todos irmãos”(Mt 23,8) despertou-me a atenção para a palavra “violência”. Talvez por ser um problema social de grande significância em nossa sociedade ou por ser comumente verbalizada e vivenciada em nossos tempos… Busquei dados municipais para confrontar com os dados brasileiros que a Campanha nos oferece como base de estudo para buscarmos melhorias sobre este tema social. No Brasil a violência contra a mulher ocorre principalmente dentro de casa – 71,8% das agressões registradas pelo SUS em 2011 aconteceram no domicílio da vítima. Arrasador. Em Botucatu encontramos dados de violência contra as mulheres de  aproximadamente 20 Boletins de Ocorrência após os finais de semana. Dias estes em que a família supostamente estaria em comunhão com Deus. A mesma preocupação me ocorreu com a violência no trânsito e com os maus tratos dos menores. Fui me cobrindo de dados e informações sobre a violência e quase não me dou conta da grande mensagem deste ano

Atei-me ao tema “Fraternidade e superação da violência” por ser o assunto que se quer provar ou desenvolver na Campanha, mas esqueci-me do lema “Vos sois todos irmãos” que é a real idéia que deveria servir de guia ou de motivação para nós!

Somos 7,6 bilhões de pessoas que deveríamos compartilhar conhecimentos, alegrias, dificuldades e amor. Afinal, “somos todos irmãos”!  Relatórios revelam que população aumenta em 83 milhões de pessoas por ano. Precisamos estar atentos as diversidades da população global e evitarmos a violência em todos os seus horríveis desmembramentos.

A palavra Fraternidade implica em sentimento de irmandade entre as pessoas, que remete às ações que comprovam respeito à dignidade de todos os seres humanos, considerados iguais e com plenos direitos. Devemos desenvolver este exercício de fraternidade!

A prática da fraternidade e justiça deve permear as nossas vidas em nosso cotidiano. Encontramos na mesma frase da Campanha o problema “violência” e a solução do mesmo “fraternidade” Seria uma coincidência lingüística ou proposital para não nos esquecermos de pronunciar ambas, ao mesmo tempo, despertando nossas consciências sobre o fato social abordado neste ano.

Alessandra Lucchesi/ 2018.

Comentários

Comentários