Dicas de Saúde Saúde

Bruxismo

Nos dias de hoje, a população em meio a tantos compromissos, afazeres diários, problemas pessoais e familiares, responsabilidades para com os filhos, uma corrida por objetivos e metas a serem alcançadas em pouco tempo, busca por conhecimento, uma carga horária de trabalho excessiva, e uma dedicação muito maior aos compromissos, são alguns fatores que deixam a saúde, bem estar físico e psicossocial em segundo plano na maioria dos casos.

Com toda essa quantidade de afazeres, uma grande parte da população vive sobre uma grande carga de estresse e ansiedade, não conseguindo se desconectar e ter um sono relaxante, em consequência, noites mal dormidas, insônias e tensões durante o sono.

Mediante a todo esse acúmulo de tarefas e noites mal dormidas, muitas pessoas se queixam por acordarem cansadas, com dores de cabeça, dores na região de pescoço, dores ao abrir e fechar boca, não somente ao acordar, e durante o decorrer do dia, esses sintomas vão aparecendo e no final de um dia de trabalho, a pessoa se depara com tais dores e desconfortos.

Devido a toda essa sintomatologia, muitos se automedicam ou procuram ajuda de vários profissionais, não atentando que o problema em partes dos casos, se concentra em hábitos parafuncionais, principalmente durante o sono, como bruxismo (ranger de dentes) e apertamento de dentes, dependendo da rotina, e até durante o dia esses hábitos são praticados sem que o paciente perceba, só se dando conta quando passa por consulta com um Cirurgião Dentista.

Cefaléias tensionais, torcicolos e dores orofaciais estão em parte relacionadas com o bruxismo. Neste caso, a busca a um Cirurgião-dentista ou algum profissional de saúde que o oriente, serão importantes, para que os sintomas não se agravem, e levem a consequências mais graves, tais como, fortes dores nos músculos da mastigação, a perda de dentes, fortes cefaléias, e até agravando problemas na articulação temporomandibular (articulação que faz movimento de abrir e fechar a boca) se na mesma houver alguma disfunção já presente.

O bruxismo é um hábito parafuncional que  demora a ser diagnosticado, pois o paciente não se atenta na maioria dos casos para saúde bucal,  só vindo a procurar o Cirurgião-dentista, quando aparecem sintomatologias tais como, sensibilidade dentária, fraturas de elementos dentários, dores na região próxima ao ouvido, zumbidos, estalos (neste caso, muitas vezes o paciente é indicado por um Médico Otorrinolaringologista a procurar um cirurgião-dentista , pois o problema pode não ser ouvido mas sim alguma disfunção temporomandibular – DTM ou por má oclusão *mordida errada*). Mediante a consulta ao cirurgião-dentista, é possível observar os sinais clínicos, como por exemplo, um deles, o desgaste uniforme de vários dentes. Neste caso, é feita uma anamnese e investigado sobre a saúde geral do paciente. Sendo assim, baseado nas informações obtidas por parte do paciente, é feito um planejamento, e indicado o melhor tratamento.

O tratamento:

O tratamento do bruxismo, na grande maioria dos casos, é multidisciplinar, pois a causa pode ser de origem emocional, comportamental , neurológicas, sistêmicas, envolvendo uma gama de profissionais como Médico, Cirurgiões-Dentistas, Psicólogos, e outros.

Obtendo-se o diagnóstico da causa do problema, muitos casos são resolvidos com o uso de medicação, como relaxantes musculares, calmantes e uso de placas oclusais (ou mais conhecidamente, como placa de bruxismo) e acompanhamento. Fazendo uso de tais tratamentos, se promove o alívio de toda a musculatura mastigatória, evitando também o desgaste de dentes e fraturas dos mesmos. Em casos mais severos, lança-se mão da terapia com uso de toxina botulínica ou mais popularmente conhecida como  ”Botox” , para um relaxamento maior da musculatura do sistema mastigatório, e proporcionando um alívio das dores orofaciais, melhorando consideravelmente os sintomas e principalmente, a qualidade de vida do paciente.

A Saúde começa pela boca , e  muitos problemas sistêmicos  estão relacionados com uma saúde bucal deficiente. Portanto se perceber ou já tiver alguns destes sintomas citados  procure tratamento  e faça sempre uma consulta periódica ao seu Cirurgião-Dentista, ao menos a cada 6 meses, para que sua saúde bucal sempre esteja em dia evitando assim, problemas bucais de maior complexidade e também problemas extra orais associados.

José Nelson Paim

Cirurgião-dentista

Especialista em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial.

CRO 108-043

 

Comentários

Comentários