Home>Cultura>Celebração da Sexta-feira Santa e seu significado
Cultura

Celebração da Sexta-feira Santa e seu significado

Foto: Pixabay

Hoje (30) é celebrada a paixão de Cristo, também conhecida como Sexta-feira da Paixão. Para os cristãos, essa data relembra a morte de Jesus Cristo e antecede a Páscoa, em que se celebra a ressureição de Cristo.

Segundo a religião cristã, a ressureição de Jesus Cristo aconteceu em um domingo, de acordo com o calendário hebraico. Atualmente, a escolha da data é feita conforme a primeira lua cheia após o equinócio da primavera e outono, podendo ocorrer entre os dias 22 e 25 de março.

Na Igreja Católica, a Sexta-feira Santa é o único dia que não há missa, apenas uma liturgia especial. A data é celebrada através de penitências como jejuns ou evitar a carne vermelha como alimento. Além disso, rituais religiosos como procissões são comuns nessa época. A data, de acordo com o cristianismo, é uma reflexão dos sacrifícios de Jesus na cruz.

No Brasil, a Sexta-feira Santa é feriado, pois apesar de ser um país laico (políticas públicas não são baseadas em uma religião), manteve-se a tradição de respeitar o costume cristão.

A Semana Santa

Essa semana é celebrada a Paixão de Cristo, sua morte e ressureição. Segundo o Concílo de Niceia (reunião de bispos cristãos reunidos na cidade de Niceia), realizado em 1682, a Semana Santa deveria ser constituída por oito dias, dispostos da seguinte forma:

Dia 1 (domingo) – Domingo de Ramos

Dia 2 (segunda-feira) – Jesus é ungido por Maria

Dia 3 (terça-feira) – Jesus amaldiçoa uma figueira

Dia 4 (quarta-feira) – Dia das Trevas

Dia 5 (quinta-feira) – Dia da Última Ceia

Dia 6 (sexta-feira) –  Crucificação de Cristo

Dia 7 (sábado) – Sábado de Vigília

Dia 8 (domingo) – Ressurreição de Cristo

Comentários

Comentários