Home>Saúde>Cuidados com a alimentação do renal crônico
Saúde

Cuidados com a alimentação do renal crônico

 Quem é paciente renal crônico já está acostumado e escutar do seu médico a recomendação de não ingerir alimentos que contenham sódio, potássio e fósforo, mas você sabe o por que?

 No caso do sódio o rim é responsável por filtrar ele do corpo, mas quando o funcionamento renal está comprometido os rins não realizam essa função causando a calcificação dessa substância nos rins fazendo com que se mantenha no organismo e comece a estar presente na circulação sanguínea levando a desenvolver hipertensão e o comprometimento do sistema cardiovascular.

O potássio, assim como o sódio é excretado pelo rim e quando isso não ocorre o excesso desse nutriente dentro do organismo pode provocar uma diminuição da força muscular além de problemas cardiovasculares graves.

Para o renal crônico todo o cuidado é pouco, não deixe de consultar seu médico para esclarecer suas dúvidas. Uma alternativa para reduzir o teor de potássio dos alimentos é cortar em pedaços menores e ferver.

 Outra substância que precisa ser evitada por pacientes renais crônicos é o fósforo que também depende do rim para ser excretado e quando isso não ocorre seus níveis no sangue começam a subir removendo o cálcio dos ossos deixando a estrutura óssea mais fraca e frágil. Apesar de essas características serem gerais, cada caso precisa de uma orientação específica. 

Comentários

Comentários