Home>História>Biografia – João do pulo
História

Biografia – João do pulo

João Carlos de Oliveira, conhecido como João do Pulo nasceu em Pindamonhangaba, no dia 28 de maio de 1954. João sempre foi um menino muito esforçado, começou a trabalhar aos 7 anos de idade como lavador de carros. E sua carreira iniciara logo cedo e seu sucesso não demora a chegar.

No ano de 1973, treinado pelo então professor da USP Pedro Henrique de Toledo, o Pedrão, quebrou o recorde mundial Junior de salto triplo no Campeonato Sul- Americano de Atletismo com a marca de 14,75 m. Não demorou muito e em 1975, já como atleta adulto nos Jogos Pan-americanos da Cidade do México, o cabo do Exército Brasileiro conquistou a medalha de ouro no salto em distância com a marca de 8,19 m e, em 15 de outubro, também a medalha de ouro no salto triplo, com a incrível marca de 17,89 m, quebrando o recorde mundial desta modalidade em 45 cm, e que pertencia ao soviético Viktor Saneyev.

Como nem tudo são flores, João do Pulo teve de fazer uma cirurgia na barriga e isso acabou interferindo em seu rendimento nas competições. Na Olimpíada de Montreal, em seu salto triplo ele conseguiu a marca de apenas 16,90m sendo superado por Saneyev que conseguiu 17,29 m e pelo norte-americano James Butts 17,18 m, ficando com a medalha de bronze. Além disso, acabou ficando em quarto colocado no salto em distância.

Já nos Jogos Pan-americanos de Porto Rico, ele voltou a brilhar, tornou-se bicampeão tanto do salto triplo como do salto em distância, acumulando um tetracampeonato pan-americano em duas provas. Neste último, derrotou ninguém menos que o futuro tetracampeão olímpico da prova, Carl Lewis.

Em contraponto à falta de sorte em Olimpíadas, na era pré-Campeonato Mundial de Atletismo João do Pulo foi tricampeão mundial do salto triplo em 1977 (em  Düsseldorf ), 1979 (em Montreal) e 1981 (em Roma), com 17,37 m, vencendo Jaak Uudmae, um ano depois dos Jogos Olímpicos, e o futuro recordista mundial  Willie Banks , dos Estados Unidos).  Porta-bandeira  do Brasil no desfile de abertura em Montreal 1976 e em Moscou 1980, João foi o principal ídolo do esporte dito amador brasileiro entre 1975 e 1981.

Mas uma trajetória tão marcante no esporte brasileiro não teve um final tão feliz. João Carlos de Oliveira teve a carreira de atleta brutalmente interrompida em 22 de dezembro de 1981, quando sofreu um grave acidente automobilístico na Via Anhanguera, no sentido Campinas-São Paulo.

Após quase um ano de internação na UTI, sua perna direita teve de ser amputada, no que significou o encerramento de sua carreira de atleta. E foi no ano de 1999 que João do Pulo morreu, devido a cirrose hepática e infecção generalizada.

Podemos carregá-lo na memória perante a tantas conquistas, mas tembém por meio de uma música, já que João também teve seu nome marcado na MPB: foi homenageado pelos compositores Aldir Blanc e João Bosco com a canção “João do pulo”.

Comentários

Comentários