UPbe04
GeralNutrição

Festa Julina: 4 dicas de alimentação saudável

Fique por dentro de quatro dicas para manter uma alimentação equilibrada na época de Festa Julina

comidas de festa julina - paçoca, pipoca, amendoim, cocada e doce de batata doce e abóbora - em uma mesa com toalha quadriculada.
Conhecidas também como Festa de São João, as festas juninas e julinas são populares na cultura brasileira.

Seja no fim do ano, em festas de natal ou em comemorações de ano novo, os exageros na alimentação em épocas de festividade se tornaram tradição. E não é diferente quando falamos sobre a festa julina. A diversidade de receitas típicas aliada ao inverno brasileiro faz com que o apetite não vá embora tão facilmente – confira nosso texto sobre como manter uma alimentação saudável no inverno.

Por mais que seja tradição, esse exagero pode ser evitado. Afinal, manter uma boa alimentação com nutrição equilibrada é uma excelente prática, independentemente do mês ou ocasião. 

UPbe16

Em homenagem às comemorações de São João – e à tão amada festa julina -, confira abaixo algumas maneiras de aproveitar essa época com tantas receitas deliciosas, como o curau e um bom chá de amendoim, de maneira mais saudável.

Evite o uso do açúcar refinado

potes de açúcar - cristal, mascavo, refinado e de confeiteiro - em uma mesa branca
Os tipos de açúcar que são menos processados sempre devem ser considerados. (Reprodução: freepik/Azerbaijan_Stockers)

O açúcar refinado é usado em peso em receitas de sobremesas típicas, como na canjica ou arroz doce. Para evitar o excesso desse ultraprocessado, inclua em sua receita alternativas mais saudáveis, como o açúcar demerara e o mascavo. 

Em algumas dessas receitas, além do açúcar, o leite condensado também faz parte dos ingredientes. Nesses casos, dispense-o na medida do possível.

UPbe15

É importante ter em mente que, por mais que algumas alternativas sejam menos industrializadas e mais nutritivas, ainda assim causam rápido aumento de glicose no sangue e são altamente calóricas. 

Então, atenção à quantidade acima de tudo!

Fique de olho no consumo de gordura

garrafas pequenas de azeites e óleos, acompanhadas de suas origens - azeitona, uva, abacate, amêndoa...- em uma mesa de madeira.
Diferentes tipos de óleos e gorduras apresentam propriedades variadas – com mais ou menos nutrientes. 

Na manteiga do milho verde, no óleo da pipoquinha e em receitas de bolos, os lipídios – quando consumidos em excesso – podem ser uma ameaça aos níveis saudáveis do colesterol ruim, o LDL. 

Por isso, lembre-se de maneirar nas quantidades de óleos vegetais e manteiga do seu banquete. E se possível, opte por preparos que não envolvam fritura, substituindo pelo forno, por exemplo. 

Use temperos naturais

mesa com temperos - alecrim, alho, azeite, manjericão, pimenta...- e limão em uma mesa de madeira com um pano marrom.
O alho, cebola e limão são alguns dos temperos naturais que podem ser utilizados em diversas receitas (Reprodução: freepik)

Na hora de temperar as receitas salgadas, dê preferência aos temperos naturais, como coentro, cebolinha, alho e outros.

Essas opções são muito mais saudáveis do que os temperos encontrados em supermercados – já que possuem níveis de sódio elevados, por exemplo. E, além disso, oferecem ações anti-inflamatórias, antioxidantes e contribuem para a digestão. 

A questão aqui também é o ultra processamento. Ele deve ser, sempre que possível, substituído por alternativas caseiras.

Aposte em receitas alternativas de festa julina

mesa de madeira com utensílios de cozinha - tábua e colher - e ingredientes - queijo, tomate, ovos, folha de louro, macarrão, farinha.
Dar um toque caseiro à receitas que já conhecemos é uma maneira de adaptar o cardápio e ainda assim aproveitar as festividades

Por mais que o cardápio da festa julina já esteja memorizado em nossas mentes, ainda assim podemos dar um toque mais saudável. Que tal adicionar novas receitas ou adaptações de pratos populares?

Confira abaixo uma readaptação do clássico “Pé de moleque”. Nesta receita, o prato típico é feito com biomassa de banana verde – que contribui para saciedade e controle de glicemia.

Pé de Moleque com biomassa de banana verde

pé de moleque - doce típico de festa julina - em uma tábua de madeira.
Essa nova versão mais saudável e nutritiva é sugestão da nutricionista Gabriela Cilla.
  • 1 colher de sopa de melado de cana
  • 1 colher de sopa de biomassa de banana
  • 2 colheres de sopa de açúcar de coco
  • 1 xícara de chá de amendoim torrado sem casca e sem sal
  • Óleo de coco para untar

Em uma panela, misturar o melado de cana com açúcar de coco. Quando formar uma calda, acrescentar o amendoim e mexer até engrossar. Depois de misturado, acrescentar a biomassa de banana verde. Untar uma tábua com óleo de coco e dispor o amendoim. Deixar na geladeira por cerca de 1 hora e cortar o pé de moleque no formato que preferir. 

  • Rendimento: 20 porções pequenas – individuais

Quer uma opção salgada? Que tal experimentar um caldo verde saudável?

Seja doce ou salgado, o mais importante de tudo é se divertir na cozinha e saborear comidas incríveis! 

Se arriscar em novas receitas e pesquisar opções mais saudáveis de consumir alimentos pode – e deve – ser uma experiência de aprendizado e autocuidado.

Em uma jornada por um estilo de vida que faça bem para o nosso organismo, as novas descobertas são a melhor parte!

Por: Gabriel Saez – Jornal Jr. – Unesp/Bauru

Comentários

Comentários

Etiquetas
Mostrar mais
UPbe07

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar