Editorial SaúdeSaúde

A importância da conscientização sobre o câncer de pele

O câncer de pele é o mais recorrente e mesmo assim não é tão falado durante o ano

Omaxlab

Durante o ano, há vários meses sobre campanhas de conscientização no combate ao câncer de mama e próstata, como os meses de Outubro e Novembro, respectivamente. Outra doença que afeta o brasileiro é o câncer de pele.

 De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), é um dos cânceres mais frequentes no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país e também no mundo. Caracterizada por ser uma doença que muitas vezes o paciente não identifica os primeiros sinais, é necessário conscientização e alerta. 

ENTENDA MAIS SOBRE CÂNCER DE PELE

Por ser uma doença silenciosa, o câncer de pele muitas vezes não é identificado pelo paciente, gerando maiores prejuízos para o tratamento futuro. Assim como qualquer outro câncer, é um tumor só que este, como o nome já indica, atinge a pele. 

Conforme a dermatologista Jade Cury, entrevistada pelo UOL, a radiação ultravioleta penetra a pele e pode levar a alterações e danos no DNA, tornando aquelas células cancerígenas. Torna-se mais comum em pessoas com acima dos 40 anos e é considerado raro em pessoas negras e crianças.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é dividida em 2 categorias principais:

  • Câncer de pele melanoma: representa apenas 3% dos casos e é o que possui o comportamento mais agressivo. Sua origem é nas células produtoras de melanina, sendo mais frequente em adultos de pele clara.
  • Câncer de pele não melanoma: esse tipo de câncer é o mais frequente de todos no Brasil. Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), 30% dos tumores são não-melanoma. Ele é o que tem maior incidência, porém mortalidade muito baixa e engloba vários subtipos. Os mais comuns são o Carcinoma Basocelular e o Carcinoma Espinocelular. 

CONFIRA SOBRE OS PRIMEIROS SINAIS DA DOENÇA

O câncer de pele ocorre principalmente nas áreas mais expostas ao sol, como por exemplo: rosto, pescoço e orelhas. Portanto, teoricamente, é mais fácil observar o aparecimento de anormalidades na pele, já que estão em regiões visíveis do corpo humano.

Os principais sintomas do câncer de pele são:

  • Manchas pruriginosas (causam coceira), descamativas ou que sangram;
  • Sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor; 
  • Feridas que não cicatrizam em 4 semanas.

Entretanto, os tipos de sintomas dependem do tipo do câncer de pele, podendo haver pequenas alterações em relação a eles. Apesar disso, são basicamente anomalias em uma pele que deveria ser homogênea.

Unidade de protetor solar na areia da praia
O protetor solar se mostra necessario no dia-a-dia, Foto: Pixabay

COMO NOTAR OS PRIMEIROS SINAIS E SINTOMAS?

Existem modos de diagnosticar precocemente e de rastrear a doença. Para o câncer de pele não melanoma, sua identificação em fase inicial possibilita melhores resultados em seu tratamento.

Para pessoas com alto risco para melanoma, como as que têm história pessoal ou familiar desse câncer, é indicado que sejam periodicamente examinadas por um médico. 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia e a American Cancer Society defendem a regra do ABCDE – guia de identificação. Alguns pontos do guia ABCDE:

  • Assimetria: uma metade do sinal é diferente da outra;
  • Bordas irregulares: contorno mal definido;
  • Cor variável: presença de várias cores em uma mesma lesão (preta, castanha, branca, avermelhada ou azul);
  • Diâmetro: maior que 6 milímetros;
  • Evolução: mudanças observadas em suas características (tamanho, forma ou cor).

FAZER EXAMES DE PREVENÇÃO PODEM AJUDAR

Mas nós temos que fazer nossa parte também, uma prevenção sempre será de extrema importância. A principal prevenção é evitar a intensa exposição ao sol, principalmente nos horários em que a radiação ultravioleta (UV) é mais intensa – entre 10h e 16h. Utilizar roupas com proteção UV, chapéus, guarda-sóis e óculos de sol podem ajudar.

É importante ressaltar que em dias nublados é necessário usar as proteções e que as tatuagens podem esconder lesões, por isso merecem um pouco mais de cuidado. 

Dedo passando protetor solar para previnir o cancer de pele
Dedo passando protetor solar para previnir o cancer de pele Foto: Pixabay

Notou qualquer sintoma ou sinal de anomalia em sua pele? Procure o profissional de saúde especialista para confirmar o diagnóstico e, se necessário, iniciar o tratamento de forma precoce. 

Gostou da matéria? Então fique atento(a) ao nosso blog para saber mais sobre cuidados com a pele e sua saúde.

Por: Pedro Goés – Jornal Júnior – Unesp/Bauru

Comentários

Comentários

Mostrar mais
UPbe07

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo