Editorial NutriçãoGeralNutrição

A alimentação e a prevenção de doenças

Omaxlab

Você sabe como a alimentação auxilia na prevenção de doenças? Estamos vivendo em um período em que cuidar da nossa saúde se tornou nosso principal foco de vida. E se pudéssemos melhorar ainda mais nossa imunidade ?

lsso é possível com uma alimentação saudável e balanceada, repetindo aquele ditado que nós somos o que comemos.

Prato branco com salmão, ovos, hortaliças e outros alimentos saudáveis.
Prato com uma refeição diversificada e equilibrada | (Reprodução: Freepik)

Como a alimentação previne doenças?

Bom, é importante lembrar que a alimentação saudável precisa ser algo constante e não apenas uma mudança momentânea e a curto prazo como a dieta, por exemplo. É interessante pensar em uma reeducação alimentar. É necessário colocar como uma prioridade caso queira ter mais qualidade de vida e melhorar a sua imunidade.

O que você come muda todo o comportamento de seu corpo, influencia sua saúde, fortalece sua imunidade e ainda reduz as chances de você ficar doente e auxilia na recuperação. O corpo precisa de uma série de nutrientes para se manter em equilíbrio. Uma alimentação em que falte algum desses nutrientes pode fragilizar nosso organismo e torná-lo menos eficiente no combate de doenças.

De acordo com dados de William Wu, pesquisador e médico de Harvard, a saúde é um estado ativo, protegido por diversas defesas do corpo que atuam para manter todo o organismo em perfeito funcionamento. 

Wu estuda como a alimentação reduz o risco de doenças para o corpo, de acordo com ele, é preciso levar em consideração evidências científicas e suas ações no organismo quando se decide o que comer e beber, compreendendo os benefícios dos alimentos.

 Mulher com uma regata branca comendo salada com um garfo (alface, tomate e pepino) em um pote de porcelana que é branco.
Mulher comendo salada | (Reprodução: Freepik)
 

Mas o que devo comer?

Uma boa alimentação contínua é uma forma de cuidar da própria saúde, é sempre bom ressaltar. Não devemos apenas “matar” a fome, mas sim estarmos bem alimentados e nutridos. Alimentos naturais ou minimamente processados devem compor nossa base nutricional.

É fundamental para a manutenção da imunidade uma alimentação rica em frutas, legumes e verduras, ou seja, repleta de vitaminas e minerais essenciais ao corpo humano. Além disso, para mantê-la mais forte, é preciso evitar ao máximo os alimentos industrializados e processados, assim como açúcares e álcool, como dito anteriormente por Wu.

Os nutricionistas dão cada vez mais dicas para a população por meio das redes sociais e uma delas é “desembalar menos e descascar mais”. Portanto, os alimentos que podem ser incluídos para melhorar suas refeições:

  • Frutas – fontes de vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes de extrema importância para o funcionamento do nosso organismo;
  • Legumes e verduras – as vitaminas e minerais que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, ajudam a acelerar o trânsito intestinal e previnem as doenças cardiovasculares;
  • Tubérculos – Os tubérculos e as raízes tuberosas carregam propriedades que propiciam o bem-estar, fortalecem o sistema imunológico e contribuem para o bom funcionamento do sistema nervoso;
  • Ovos – sendo um alimento rico em proteínas e que ajuda a aumentar a sensação de saciedade; melhora o sistema imunológico, por ser rico em antioxidantes como as vitaminas A, D, E e do complexo B, aminoácidos e minerais;
  • Castanhas – são ótimas aliadas no combate à insônia e no controle do peso. Isso porque são bastante ricas em nutrientes;
  • Carnes – além de ser nutritivo, melhora o desempenho muscular e ajuda a prevenir a diabetes, por equilibrar os níveis de glicemia e também ajuda a prevenir a anemia.
Fotografia com uma vista de cima em que é possível ver inúmeros alimentos, desde carnes a frutas e verduras dentro de potes. Um ambiente muito colorido.
Mesa repleta de alimentos que compõem um equilíbrio de nutrientes | (Reprodução: Freepik)

Por onde começar

Sabemos de toda a importância de uma boa alimentação e quais alimentos são importantes, mas é difícil começar do nada, sem nenhuma base. Importante ressaltar que não é indicado você seguir dietas da internet, caso queira fazer mudanças em sua alimentação procure um nutricionista. 

Com isso em mente, nós vamos te indicar dois arquivos: um do Ministério da Saúde em parceria com o Hospital do Coração (HCor) em que mostra o prato ideal, onde há um equilíbrio entre os tipos de alimentos, a cartilha Alimentação Cardioprotetora; o segundo arquivo é o Guia Alimentar para a População Brasileira em que é reforçado que uma alimentação adequada e saudável precisa ser balanceada, além de considerar a alimentação um bem-estar.

A partir desses dois guias, você conseguirá se conscientizar mais sobre o que é uma alimentação saudável e equilibrada, que te ajudará na prevenção de doenças.

Afinal, quanto antes começar a cuidar da saúde e da alimentação melhor, não é?

Por: Pedro Goés – Jornal Jr – Unesp/Bauru

Comentários

Comentários

Mostrar mais
UPbe07

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo