Editorial SaúdeGeralSaúde

Saúde mental: práticas para reduzir a ansiedade

Omaxlab
Como tratar da ansiedade e ter mais qualidade de vida? Foto: Pexels

A ansiedade é um sentimento comum a todos os seres humanos. Por isso, em algumas situações, ela pode se manifestar de maneira produtiva. Dessa maneira, ela pode servir como um lembrete para acontecimentos importantes, por exemplo. 

Entretanto, a ansiedade também pode se manifestar de maneira improdutiva. Isto é, causando grande desconforto emocional, sofrimento e sensações exageradas e, em níveis maiores, provocar transtornos. Dessa maneira, é muito importante saber evitar ou lidar com ela. 

Confira algumas dicas que podem te ajudar a lidar com esse sentimento tão presente em nossas vidas.

Crie uma rotina 

Uma das grandes causas da ansiedade é a falta de uma rotina fixa. Sabemos que, com a pandemia, criar uma rotina pode ser um grande desafio. Por outro lado, ao definir suas atividades e prioridades do cotidiano, você evita o acúmulo de tarefas e  consequentemente, o acúmulo de pensamentos sobre suas obrigações.  Ou seja, sabendo que tudo tem sua hora, não há necessidade de se preocupar. 

Ter uma rotina definida pode te ajudar a não perder tempo e prazos. Foto: Pexels

Pratique exercícios físicos

Segundo estudos do Journal of Medicine & Science, a atividade física regular ajuda a prevenir os sintomas da ansiedade.  Assim sendo, é muito importante reservar momentos do seu dia-a-dia para fazer uma atividade física. Apesar das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, ainda é possível praticar exercícios em casa ou ao ar livre com o uso de máscaras. 

Por isso, separe um momento do seu dia para fazer uma série de exercícios em casa disponível em plataformas de conteúdo (como o YouTube, por exemplo) ou faça uma atividade ao ar livre, com os devidos cuidados.

Atente-se a sua alimentação

Alimentos com alta concentração de zinco e magnésio ajudam a elevar os níveis de tranquilidade. Por isso, invista em uma dieta repleta de castanhas de caju, ovos e espinafre. Além disso, alimentos como o ômega-3 e  peixes ajudam a produzir e liberar o triptofano, essencial para a liberação da serotonina — hormônio do prazer

Uma dieta balanceada ajuda a melhorar os níveis de ansiedade.  Foto: Pexels

Tenha uma boa noite de sono

Quando não temos uma boa noite de sono, estamos mais propensos a ficar mais cansativos e ansiosos durante o dia.  Dessa maneira, é imprescindível incorporar um hábito de sono. Isto é, organizar suas horas de sono e tirar o máximo proveito do seu momento de descanso. 

Para isso, procure evitar eletrônicos antes de dormir, deixe seu quarto confortável e, de preferência, silencioso e escuro. Ao longo do tempo, as suas noites de sono serão mais proveitosas e você se sentirá mais preparado para o dia seguinte. 

Procure ajuda profissional

Investir na sua saúde mental é uma boa forma de combater a ansiedade. Dessa forma, profissionais especializados (como psicólogos e psiquiatras) podem te ajudar a identificar quais são os gatilhos emocionais que desencadeiam o sentimento de ansiedade. Além disso, os profissionais podem te ajudar a tratar da ansiedade de maneira adequada, estabelecendo melhorias no seu padrão de vida. 

Agora que você já sabe como lidar com a ansiedade, é hora de colocar em prática nossas dicas! 

Por: Brenda Brandão – Jornal Junior – Unesp/Bauru

Comentários

Comentários

Mostrar mais
UPbe07

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo