Editorial SaúdeSaúde

Alopecia: o que é e como tratar

Omaxlab
Um homem branco segura um espelho e observa seus poucos e ralos fios de cabelo, devido a alopecia
A calvície é um problema que afeta em maior quantidade os homens Reprodução: Freepik

A alopecia é uma condição que afeta os pelos de alguma parte do corpo, fazendo com que eles caiam. O tipo mais comum é no couro cabeludo, que também é conhecido como calvície. É uma condição que afeta mais os homens, mas também pode afetar mulheres. Um exemplo famoso de uma mulher que sofre com isso é a atriz Jada Pinkett, que foi pivô da maior polêmica da última edição do Oscar. Além disso, também pode ser transitório ou definitivo. Dessa forma viemos falar sobre o que de fato é, quais suas causas, e como tratar.

A doença pode ser causada por uma gama de motivos, como por exemplo predisposição genética ou hormonal, estresse, traumas e reações adversas a produtos utilizados, entre outros. 

Tipos:

Existem diferentes tipos de alopecia, mas o mais comum é a alopecia androgenética, que é de origem genética. Neste caso, há uma redução na espessura do cabelo e gradativamente o couro cabeludo fica mais aberto, nas mulheres a região central é a mais afetada enquanto nos homens as falhas ficam nas entradas e no topo da cabeça.

Outro tipo é a alopecia por tração, que é quando penteados como tranças e rabos de cavalo apertados forçam a raiz do cabelo, e pode ser irreversível se o folículo for danificado. Se o folículo for danificado por outros motivos como inflamações, também há a manifestação da doença (alopecia cicatricial).

Ainda existe a alopecia areata que ocorre quando as células ao redor atacam o folículo capilar e impede a produção de novos fios, e pode causar falhas em outras partes do corpo como a barba, cílios e sobrancelhas. Neste caso pode estar relacionada tanto a fatores genéticos, como estresse e doenças como lúpus e vitiligo também podem ter relação.

Como tratar e como prevenir:

Sobre como tratar, é necessário saber de qual tipo da doença que está se manifestando. Por isso, é muito importante consultar o médico, um dermatologista ou um tricologista que é especialista na saúde dos cabelos. Ainda que seja um caso irreversível, é possível reduzir e minimizar os danos. Além disso, existem medicamentos como o Minoxidil e a Finasterida, é importante notar que o primeiro é contraindicado para mulheres, enquanto o segundo é indicado exclusivamente para homens. Em último caso, o implante capilar se mostra como opção da solução estética para a calvície.

Para a prevenção é importante saber se é genético, já que neste caso é impossível a prevenção, mas é possível minimizar o problema. Nos outros casos, recomenda-se evitar o uso de produtos que possam danificar os fios, procure saber quais componentes estão presentes e se eles podem prejudicar os folículos capilares. Além de tomar cuidado com as altas temperaturas. Existem produtos anti-quebra que fortalecem os fios do cabelo, além daqueles que são anti-queda.

Gostou da matéria? Então confira outros conteúdos sobre saúde no nosso blog e fique de olho para receber mais dicas para a sua vida.

Por: Frederico Tapia – Jornal Junior – Unesp/Bauru

Acesse todos os nosso conteúdos de Saúde clicando aqui

Comentários

Comentários

Mostrar mais
UPbe07

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo