UPbe03 Quero transformar a gestão da minha Clínica
UPbe04
Editorial ModaModa

Moda sustentável e consciente: Saiba como a indústria da moda e o seu estilo de vida podem contribuir para o meio ambiente

UPbe05
O que antes era apenas uma tendência, hoje se tornou uma grande e preciosa alternativa para preservar a natureza e os direitos humanos
A moda “eco-friendly” reaproveita materiais que iriam parar em aterros ou até nos oceanos / Reprodução: CNN Brasil

Sustentabilidade e consumo consciente são termos que aumentam de dimensão a cada dia que passa. Eles ganharam visibilidade até na indústria da moda, com a adesão de diversas grifes. Mas, você sabe como tudo ganhou visibilidade? Ou então, como adotar esse estilo de vida tão positivo para o meio ambiente?

As indústrias têxtil e de vestuário crescem exponencialmente e exploram cada vez mais maneiras sustentáveis de produzir as peças que chegam até nós. De início, o conceito de moda sustentável era apenas uma tendência, mas hoje já é bem comum ouvir falar de marcas eco-friendly.

UPbe16

Moda sustentável e as indústrias

O conceito de moda sustentável – também chamada de eco-fashion – se baseia na concepção de que a confecção de roupas, sapatos ou qualquer outra peça de vestuário deve ser o menos agressivo ao meio ambiente possível. Ou, seja, a moda deve ser repensada a partir do ponto de vista ecológico, visando a redução do impacto ambiental causado pela produção dessas peças.

Entre os argumentos que defendem essa idéia está o fato de que o ser humano faz um uso abusivo e descontrolado de matérias-primas para a confecção de produtos. E quando falamos de descontrole, falamos de uma exploração de recursos naturais que acontece há muito mais de duzentos anos.

UPbe15

Além disso, a poluição e degradação da natureza, causada pelas etapas de produção de tecidos e pelo consumo exagerado, atinge níveis alarmantes. De acordo com o Portal R7 de notícias, a indústria da moda é a segunda que mais polui o meio ambiente. Só no Brasil os resíduos têxteis descartados por ano chegam a 175 mil toneladas.

Muitas indústrias do ramo de vestuário apostam em alternativas de produção com materiais orgânicos e recicláveis / Reprodução: Medium

Moda consciente e os consumidores

Já o conceito de moda consciente tem outro significado. Este consiste na preocupação que uma pessoa tem ao adquirir um produto de moda. Para que essa diferença fique mais clara, basta pensar que na moda sustentável a preocupação relacionada ao meio ambiente vem das indústrias, enquanto na moda consciente, a preocupação vem de cada um de nós, consumidores.

A ideia de moda consciente não se limita apenas à natureza, mas também à dignidade humana. Isto porque algumas grandes empresas de fast-fashion (moda produzida, consumida e descartada de modo extremamente rápido) migram o seu setor produtivo para países de terceiro mundo, principalmente na Ásia, na África e na América Latina, pois nesses locais a mão-de-obra é extremamente barata e mal fiscalizada.

Países como o Vietnã, Bangladesh, China e Brasil abrigam o setor produtivo de fast-fashion, muitas vezes usufruindo de mão-de-obra infantil / Reprodução: Viste La Calle

Adotando práticas de moda consciente, e até sustentável, no dia-a-dia

Para você que se interessou pelas práticas de um estilo de vida eco-fashion, aqui vão três dicas de como podemos adotar a moda consciente no nosso dia-a-dia e contribuir para o meio ambiente e a sociedade

  1. Chega de fast-fashion:

Invista em itens de vestuário que vão contra a ideia de moda rápida. Busque por peças que tenham uma boa durabilidade e sejam atemporais, se encaixando em qualquer estilo ou tendência. Assim você não precisará se desfazer das suas peças a cada estação.

  • Os 5 R’s:

Repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar! Quando pensar em adquirir uma nova peça, lembre-se dessas 5 palavras e pratique-as. Repense se você realmente precisa daquilo, se não, recuse. Reduza seu consumo. Reutilize peças customizando-as ou doe para quem precisa e se informe se o produto que você está adquirindo poderá ser reciclado futuramente!

  • Brechós são uma boa pedida:

Deixe de lado o preconceito e garimpe bazares. Muitos brechós vendem roupas de grifes e estilistas famosos que defendem a moda sustentável, como Ralph Lauren, Stella McCartney e Farm. E o melhor de tudo é que as roupas são sempre a um preço muito menor do que o que você pagaria convencionalmente.

Portanto, não há motivos para não adotar esse estilo de vida. Os resultados das atitudes serão observados no futuro se cada vez mais pessoas adotarem essa alternativa. A natureza, a sociedade e até mesmo o seu bolso agradecem por estas práticas valiosas!

Por: Camila Martins – Jornal Junior – Unesp/Bauru

Acesse todos os nosso conteúdos de Comportamento clicando aqui

Comentários

Comentários

Etiquetas
Mostrar mais
UPbe07

Editorial UP Cuesta Bem Estar

A UP Cuesta Bem Estar tem parceria com a empresa júnior Jornal Jr. da Unesp - Campus Bauru. Desta forma, todo o nosso conteúdo editorial é criado pelos integrantes desta fantástica iniciativa!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar